Make your own free website on Tripod.com

Arremesso é Força?

Não consideramos que arremessar bem seja exatamente baseado em força. É claro que temos que empregar alguma força para conseguirmos um bom desempenho num arremesso, mas, não é tudo. O conjunto de pesca é um fator determinante para arremessarmos, principalmente se desejarmos dar um daqueles que vão depois da arrebentação buscar um peixe grande.

  • Para praia

Temos praias rasas e de tombo. Nas rasas, precisamos às vezes entrar bastante no mar para conseguirmos botar os chicotes iscados no ponto certo, enquanto nas de tombo, que afundam segundo um gradiente bem mais acentuado, não precisamos nos esforçar tanto.

O ideal para praia rasa é um caniço de ação pesada, ou seja, aquele que verga pouco na hora do arremesso, enquanto nas de tombo podemos utilizar um de média ação ou usarmos um pesado aplicando menos força no arremesso. Não pense que com um caniço de 4,60 m seu arremesso será melhor do que se fosse de 3,60 m. O equilíbrio é fator primordial para um bom arremesso, assim sendo, procure se adaptar bem ao seu material. Seu caniço não deverá ultrapassar o dobro de sua altura mais, no máximo, 15%. Se, por exemplo, você mede 1,70 m., seu caniço não deve ultrapassar os 3,91 m. para que você mantenha o equilíbrio.

É claro que isto não é absolutamente invariável, pois, caso você já tenha se adaptado a um caniço de 4,20 m. por exemplo, você estará demonstrando que conseguiu uma resultante de equilíbrio variável. Não vá entretanto pensar que, se mudar para um de 4,60 m. fará com que arremesse mais longe.

Há quem se iluda pensando que se colocar uma chumbada bem mais pesada irá aumentar a distância. Lembre-se que não aconselhamos o uso de chumbada além do limite permitido pela vara. Deixe sempre uma lazeira de 10 a 20% para evitar surpresas desagradáveis e nunca esqueça de considerar o peso da isca, parada de aço e demais complementos que estiver utilizando.

Quando arremessamos com bóia, quase sempre esquecemos de considerar seu peso e, de repente, lá se vai uma ponta de vara.

Nas praias de tombo vale mais a precisão do que a distância do arremesso. É por esse motivo que podemos usar varas de média ação. Essas varas fletem mais.

Convém, seja qual for a vara que usamos, verificar o chamado "vento da vara", ou seja, verificar se as passadeiras permanecem alinhadas no momento em que a vara flete, pois isto é fundamental para que se diminua o indesejável atrito e o balançar excessivo da linha.

A bitola da linha é outro fator que contribui ou prejudica um bom arremesso. Linhas superiores a 0,50 mm. normalmente prejudicam muito. As ideais são as multifilamento, por apresentarem maior flexibilidade sem detrimento da resistência. Cuidado pois existem linhas multifilamento que são duras e extremamente abrasivas.

Os molinetes para praia devem ser grandes para que possam carregar um mínimo de 250 m. de linha.

Uma dica muito boa para quem utiliza linha de espessura mais fina é fazer um líder com linha mais grossa.