Make your own free website on Tripod.com

TRUTA-ARCO-ÍRIS (Salmo gairdneri)

Peixe de água doce, originário dos Estados Unidos, já há bastante tempo existente no Brasil em rios de montanhas localizadas no sul de Minas, como por exemplo a Serra da Bocaina, a Serra da Mantiqueira, etc. A truta também é encontrada em alguns pesque-pague, onde devido a sua esportividade, quando capturada com iscas artificiais, faz um enorme sucesso. Das diversas espécies existentes, a truta-arco-íris, é a mais conhecida no âmbito dos pescadores, principalmente pelos belos saltos que dá quando capturada. Embora a sua coloração varie conforme as condições da água, a sua coloração mais comum é a que tem o dorso variando de castanho para o esverdeado, com o seu flanco tendendo para o cinza-pálido ao prateado, sendo o seu ventre ligeiramente esbranquiçado. As maiores matrizes, atingem aproximadamente um peso de 2.0 kg, para um comprimento de aproximadamente 50 cm. No, entanto, o tamanho ideal para uma refeição é por volta das 300 gramas, como habitualmente ela é servida nos restaurantes. No ambiente natural, há relatos de exemplares maiores, sendo, conforme o Dictionary of Fishes, o maior recorde foi registrado em 1947, com um peso de 37 libras e tamanho de 40½ polegadas, por Wes Hamlet, que capturou o peixe no lago Pend, em Oreille, Idaho. Semelhante ao salmão, a truta passa da água salgada para a água doce para reproduzir. De carne de boa qualidade, ela é pescada com pequenas iscas artificiais, tamanho 7 no máximo, tanto de superfície como de meia água. Em pesque-pagues também pode se usar ração. Bastante excitante é a sua pesca com a técnica de fly, onde o pescador pode mostrar todas as suas habilidades.