Make your own free website on Tripod.com

CALANGO (Synodus intermedius)

Peixe que habita comumente fundos de areia ou cascalho junto a recifes, de 1 a 320 metros. Têm hábitos diurnos e ficam espreitando as presas apoiados sobre as nadadeiras pélvicas. São extremamente piscívoros, consumindo em até 12% do seu peso corporal por dia. Uma vez localizada a presa, esperam que se aproxime e então rapidíssimos arremetem contra mesma. Ao fim do dia ou quando assustados, enterram-se na areia, deixando apenas os olhos e o focinho de fora. Tem corpo longo, subcilíndrico, cabeça deprimida, grande. Sua boca é ampla, oblíqua, com os dentes maxilares numerosos e afiados. Os dentes do palato são em uma fila única. Nadadeira adiposa pequena e as suas pélvicas são grandes. Tem a cor de cinza a marrom, com o tom de fundo  variável, com cerca de 8 marcas escuras nos flancos, distintas e losangulares, lembrando muito o desenho de alguns lagartos ou cobras. Uma mancha negra, evidente e característica, se encontra no ombro, por trás da cabeça, em parte coberta pelo opérculo. Nadadeiras dorsal, peitorais e caudal com faixas pálidas erosadas. Esse peixe não apresenta nenhum valor tanto para a pesca esportiva como para a culinária. Entretanto, muitas vezes ele aparece quando estamos corricando perto de praias de águas calmas existentes nos costões de nosso litoral ou de ilhas, apreciando muito as iscas pequenas de fundo. Não proporciona grande luta, embora procure fugir para as pedras. Não há informações sobre tamanho e peso que podem chegar, mas nunca constatamos exemplares maiores que 50 cm.