Make your own free website on Tripod.com

XARÉU (Caranx hippos)

Peixes costeiros e de mar aberto, ocorrem em baías, estuários, ilhas oceânicas ou não, costões, lagoas salobras, mangues e rios costeiros, às vezes subindo os mesmos por quilômetros. São vistos tanto na superfície como no fundo, em grupos ou cardumes. Os grandes adultos são solitários demais comuns em mar aberto. Os jovens comem zooplâncton e crustáceos bênticos. Os adultos preferem peixes. Vorazes, perseguem suas presas, como o Parati e a Sardinha, em grupos, ajuntando-as em massas compactas e aí  atacando de todos os lados. Ao serem retirados da água, emitem roncos atritando os ossos da faringe. Confiantes, aproximam-se do mergulhador com facilidade. Ainda conforme Peixes da Costa Brasileira, o Xaréu tem o dorso  verde-azulado, flancos e ventre amarelos ou prateados. Mancha negra alongada no opérculo e na base da peitoral, e uma terceira na parte inferior desta nadadeira. Jovens com largas faixas verticais negras, por vezes permanecendo visíveis até cerca de 30 cm. Atinge até 1,5 metros e 25 kg de peso. Os tamanhos mais comuns são 50-70 cm e 5-7 kg. A sua pesca esportiva é bastante emocionante. A melhor forma é quando o cardume é visto na superfície e linhas boiadas ou em corrico são oferecidas, com isca viva ou morta (sardinha, parati,etc.), plugs ou colheres. Quanto mais rapidamente a isca for recolhida mais facilmente virá uma mordida e aí abriga pode durar até mais de uma hora, conforme o material utilizado. Por vezes parecem estar dominados, próximos do barco, e, de repente, ganham nova vida, podendo arrebentar tudo. É encontrado no Pacífico Oriental e Atlântico Ocidental, neste do Canadá à Argentina.